segunda-feira, 24 de novembro de 2014

10 dicas para melhorar sua Inteligência Emocional

Resumidamente, Inteligência Emocional é a capacidade de perceber, compreender, controlar as reações e usar as emoções a nosso favor. Essa capacidade se estende quando percebemos e compreendemos as emoções nos outros, o que é chamado de empatia.

É sabido que uma pessoa emocionalmente inteligente aumenta de forma contundente a possibilidade de obter sucesso nos relacionamentos pessoais e profissionais, o que por si só já credencia o assunto como sendo da mais relevante importância.
Segundo o dr. Norman Rosenthal, M.D., um conhecido psiquiatra norte-americano, existem 10 maneiras de melhorarmos nossa Inteligência Emocional. Como todo mundo gosta dessas listas contendo dicas, resolvi fazer este post para reproduzi-las.

Seguem então as 10 dicas para melhorarmos nossa Inteligência Emocional:

1) Não interrompa seus sentimentos.
Quando somos tomados por sentimentos ruins ou desconfortáveis, procuramos evitá-los interrompendo seu fluxo e distraindo-nos com outras coisas. A dica é não fazer isso. Sente-se isoladamente e pergunte-se: "Como estou me sentindo?". Isso pode levar um pouco de tempo para que os sentimentos apareçam, mas permita-se nesse pequeno espaço de tempo, ininterrupto, aproveitar a oportunidade de ganhar consciência deles.

2) Não julgue seus sentimentos muito rapidamente. 
Não deixe que seus sentimentos se desfaçam  antes de ter a chance de pensar melhor sobre eles. Frequentemente, as emoções sobem e descem como uma onda. Vão ao pico e depois descem desaparecendo naturalmente. Seu objetivo deve ser o de não cortar a onda antes que ela chegue ao seu pico, assim você evita fazer  julgamentos precipitados. 

3) Encontre uma conexão. 
Veja se você pode encontrar conexões entre o que sente agora e o que já sentiu outras vezes da mesma forma. Quando um sentimento ruim surgir, pergunte a si mesmo: "Quando eu senti essa sensação antes?" Isso pode ajudá-lo a perceber se o seu estado emocional atual é reflexo da situação presente ou é o resgate de um momento passado. Muitas vezes, ao observar uma situação ou ouvir algo (tal como quando ouvimos uma determinada música) nos traz por associação um momento que ocorreu no passado e que acaba se confundindo com o momento presente. 

4) Conecte seus sentimentos com seus pensamentos. 
Quando você sentir algo que lhe parece fora do comum, é sempre útil perguntar: "O que eu penso sobre isso?" Muitas vezes a resposta pode ser confusa com sentimentos contradizendo outros. Isso é normal. Mas "ouvindo" a todos os seus sentimentos é como ouvir todas as testemunhas de um processo judicial. Só depois de conhecer todos os depoimentos é que você será capaz de entender o que se passa e dar o seu melhor veredicto.

5) Ouça o seu corpo. 

Um nó no estômago dirigindo para o trabalho pode ser um indício de que seu trabalho é uma fonte de estresse. Uma  palpitação no coração quando você pega na mão de uma pessoa que você está começando a conhecer, pode ser um indício de que este encontro pode levar a  algo mais sério e promissor. "Ouvindo" essas sensações e o que os sentimentos sinalizam, permitirá que você processe e avalie essas informações usando a sua parte racional.

6) Se você não sabe como você está se sentindo, comente o que sente com alguém. 

As pessoas raramente percebem que os outros são potencialmente capazes de julgar o que você está sentindo. Pergunte a alguém que você conhece (e que você confia) descrevendo o que sente. Você pode encontrar nos outros respostas surpreendentes e esclarecedoras.

7) Sintonize-se com os seus sentimentos inconscientes. 
Como você pode se tornar mais consciente de seus sentimentos inconscientes? Coloque-se num estado relaxado e permita que seus pensamentos vagueiem livremente para ver onde eles vão. Analise também os seus sonhos. Mantenha um caderno e uma caneta ao lado de sua cama e anote seus sonhos logo que você acorda. Preste especial atenção aos sonhos que se repetem ou que são carregados de fortes emoções. Com essas informações você vai aos poucos percebendo as mensagens dos sentimentos dos quais ainda não tem consciência.

8) Registre seus sentimentos diariamente
Diariamente pergunte a si mesmo: "Como me sinto hoje?" e dê uma nota de 1 à 10 para a resposta. Registre-as num caderno. Se os seus sentimentos parecerem extremos num dia, tire um ou dois minutos para pensar sobre todas as idéias ou associações que parecem estar conectadas com esse sentimento. Se eles mantêm um padrão "bom", é claro que significa que tudo vai bem. Mas se eles mantêm um padrão "ruim", então comece a pensar em algo para mudar as coisas, pois seus sentimentos estão exigindo isso todos os dias. 

9) Anote seus pensamentos e sentimentos. 

Uma pesquisa mostrou que escrever nossos pensamentos e sentimentos pode ajudar a ganharmos consciência e clareza sobre eles. Este é um exercício simples que não toma muito tempo do seu dia, além de ser muito eficaz.

10) Tenha ciência de quando o bastante é o bastante. 

Chega um momento em que você já olhou o suficiente para dentro e isso já é o bastante. Agora é hora de mudar seu foco para o lado de fora. Estudos demonstram que incentivar as pessoas a manterem sentimentos negativos pode amplificar esses sentimentos e causar danos ainda maiores. É importante lembrar que Inteligência Emocional envolve não só a capacidade de olhar para dentro, mas também a de estar presente e ativo com o mundo ao seu redor.


Aparentemente alguns dos itens parecem coincidir, mas na verdade eles são ligados e não coincidentes. Portanto, releia-os para entender melhor e aproveite as dicas da melhor forma possível.

Leve para sua empresa ou instituição uma de nossas palestras ou workshops sobre Inteligência Emocional, Eneagrama e Coaching.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...